Home / DESTAQUE / Diretores do SINTESPEM procuram direção escolar da sede de Presidente Dutra para tratar sobre carga horária da educação infantil

Diretores do SINTESPEM procuram direção escolar da sede de Presidente Dutra para tratar sobre carga horária da educação infantil

Nesta terça feira, dia 12 de março, os diretores do SINTESPEM se dirigiram até a escola municipal Monteiro Lobato localizada no centro de Presidente Dutra-Ma depois de terem sido convidados por algumas professoras que atuam na educação infantil da referida escola. O assunto em pauta foi a carga horária cumprida na prática pelas professoras que ultrapassa as 13 horas aulas semanais de interação com alunos. Desde 2013 todos os professores municipais tiveram adequação da jornada de trabalho para efeito do cumprimento da Lei 11.378/2008 (Lei do Piso) e do TAC entre Ministério Público, gestão municipal e SINTESPEM.

Os professores da educação infantil acabam trabalhando mais tempo com os alunos, uma vez que, não descansam no intervalo e ficam até 30 minutos além do horário da saída com os alunos enquanto os pais não vão buscar. Além disso o horário de aula chega a ter um tempo maior do que o ensino fundamental.

Na busca de solução para o caso o SINTESPEM atendeu o pedido das professoras e foi conversar com a direção escolar que atendeu os dirigentes e colocou a situação real da escola onde se comprometeu conversar com as professoras para organizar o horário de aula de modo que não hajam prejuízos para os alunos. Na reunião ficou sugerido que o caso seja encaminhado ao conselho municipal de educação para que emita um parecer sobre o assunto. O SINTESPEM acredita que esse problema afeta não somente as professoras da escola Monteiro Lobato, mas todas que atuam na educação infantil e que brevemente estará verificando a situação nas outras escolas.

Sobre Gelilson Gonçalves

Veja Também

Gonçalves Dias: Quase 230 servidores terão audiência de processos contra a prefeitura local no final deste mês

Estão agendadas as audiências de 39 processos dos servidores públicos de Gonçalves Dias contra a ...